Limiar 2 © | 2015 

ENDEREÇO

MAPA

Carrinho0

Série Hormônios

25/01/2016

Originado da palavra pela grega ‘Hormao’, que significa estímulo, movimento, os hormônios são substâncias químicas produzidas para atender demandas específicas de nosso organismo. Eles foram descobertos por cientistas britânicos por volta de 1905. 

Gerados em glândulas e tecidos especializados, os hormônios são lançados na corrente sanguínea e transportados aos órgãos apropriados, a fim de atender as necessidades fisiológicas de nosso corpo. Seja para regular o crescimento, o sistema reprodutor ou o metabolismo, por exemplo.

Contudo, a lista dessas substâncias e suas finalidades é extensa. Por isso, neste post vamos abordar os hormônios Insulina, GH, Cortisol e Endorfina, e explicar como eles agem em nosso corpo e quais seus efeitos.

Insulina.

Produzida pelo pâncreas, a insulina controla a entrada e a saída de gordura e glicose nas células, e de proteínas nos músculos. Com isso, ela ajuda a manter equilibrada a taxa de glicemia na corrente sanguínea.

Os alimentos são os principais responsáveis pela produção de insulina, sobretudo os carboidratos. E quando nosso organismo perde capacidade de produzir esse hormônio, as células produtoras de insulina são destruídas e o açúcar se acumula no sangue e na urina. Isso provoca o aumento de peso, pois a glicose se transforma em gordura e eleva a glicemia, ocasionando o diabetes mellitus.

Quando surge o diabetes, que pode ser do tipo I ou II, os problemas como cansaço, sono em excesso e demora na cicatrização aparecem no estágio inicial da doença. Esse distúrbio pode levar à morte se não for tratado de forma adequada. Ele eleva as chances de derrames cerebrais, ataques cardíacos e insuficiência renal, entre outros males.

Sedentarismo, obesidade e o envelhecimento da população são os principais responsáveis pelo surgimento desta doença, que atinge aproximadamente 7,5% da população mundial com faixa etária entre 30 a 69 anos. 

De causa desconhecida, autoimune ou genética, a diabetes não tem cura e precisa ser controlada pela resto da vida. Seja por dietas, prática de exercícios físicos ou pela aplicação de drogas controladas, como insulina regular, NPH ou hipoglicemiantes orais. Elas variam para cada paciente de acordo com seu tempo de absorção e ação.

 

Acompanhe mais sobre hormônios nas próximas semanas!

 

Compartilhe conhecimento.

 

 

Please reload

DESTAQUE

Se exercite com responsabilidade: conheça a Avaliação Física

April 22, 2016

1/10
Please reload

ARQUIVO
Please reload

TAGS
BUSCA